Diferente é sinônimo de errado?

tumblr_o85684W5yJ1s6zqvxo1_500

Era noite, cerca de 21h30, estava terminando meu babyliss para ir para um aniversário. Aniversário de uma amiga, ela estava completando 15 anos de idade, para uma mulher motivo de festividade, para um homem só um aniversário qualquer.

Às 22h, tinha chegado ao clube onde ocorreria a festa, minhas amigas e meus amigos já haviam chegado. Logo na entrada, a aniversariante estava recebendo todos os convidados, com um lindo sorriso no rosto que dizia “bem-vinda(o)” a qualquer um que passasse por ela. Às 22h30, estava sorrindo bastante, era uma festa afinal, muitos sorrisos, gargalhadas, abraços e beijinhos. Muita música, dança e pegação, muitas fotografias, lembranças e momentos. Um noite extremamente feliz, que tinha tudo para terminar de um jeito feliz e harmônico, mas não foi isso que aconteceu.

Já era 2h30 da manhã quando resolvermos irmos embora, foi eu, mais duas amigas, dois amigos héteros e mais dois gays. Estávamos andando e conversando alto pelas ruas de um bairro chamado Marquês, estávamos indo até um ponto de táxi onde eu e minhas amigas pegaríamos um táxi com destino ao bairro Redenção onde morávamos. Conversando alto, sorrindo alto e caminhando apressado, formos surpreendidos por quatro homens em duas motos, dois homens em cada moto.

Eles disseram “Vocês gay são uma raça impura” e dois deles foram para cima dos meus dois amigos gays, enquanto os outros dois seguravam o restante de nós. De inicial, eu não entendia o que estava acontecendo naquele momento. Até um dos homens dá uma bufetada bem na têmpora do meu amigo e, ele caiu, fraco e totalmente indefeso. O que aconteceu depois foi uma série de bufetadas, murros, batidas, espancamento, violência. Lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto, e eu não conseguia desviar os olhos. Olhava direto nos olhos de um amigo meu. Ele tava sofrendo, muito, e eu não podia fazer nada.

Comecei a espernear, como uma criança que quer muito um doce, a bater no homem forte que me segurava, chorava, gritava e, não entendia porque ninguém vinha ajudar meus amigos. Enquanto, olhava meus amigos serem espancados, pensei: se esse mundo tem um Deus, onde ele está nesses momentos? Será que essa forma de amar não é aceita por ele? Como uma pessoa pode fazer isso com outra, será que não sente ressentimento? Que não se culpa?

Meus dois amigos morreram, mais duas vítimas de uma crueldade insana, que acha que diferente é sinônimo de errado. Que não conseguem nem mesmo respeitar, porque foram ensinados que o certo,  padrão é homem com mulher. Mais duas pessoas foram mortas porque não seguiram um padrão imposto por uma sociedade imatura e ignorante.

Essa é  uma história fictícia, baseada em um sonho (bem ruim por sinal) que eu tive alguns dias atrás.

 

3 comentários sobre “Diferente é sinônimo de errado?

  1. Quase senti um alívio quando li que foi um sonho, não sei o que faria se alguém espancasse meus amigos gays na minha frente, acho que o Hulk sairia de dentro de mim. Amo muito todos eles. É triste ver o preconceito nas pessoas, a falta de amor. Agora, respondendo seu questionamento: Onde está Deus? Está dentro de nós, que temos amor e solidariedade, nos cabe distribuir esse amor tão puro dentro de nós e deixar nossa marca de paz.
    Beijo grande

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s