“Holy Cow: Uma fábula animal”

IMG_20160717_013142

Sinopse: Uma aventura irreverente e itinerante com muita personalidade, e uma heroína quadrúpede que você não vai esquecer tão cedo

Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente.
Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa.

Olá gente?

Eu estou me sentido bastante feliz por ter seguido a dica de uma booktuber para ler esse livrinho do ator, roteirista, produtor, diretor, escritor, compositor e cantor norte-americano David Duchovny *-* O livro é uma fábula, que mostra a visão de uma vaquinha em relação a como nós tratamos os animais, não só dos bovinos.

A história vai ser contada pela encantadora vaquinha Elsie, tudo começa quando ela pensa que sua mãe a abandonou à algum tempinho. Só que num belo dia um dos filhos dos moradores da fazenda deixa a portinha do celeiro aberta, e Elsie e sua amiga Mallory decidem ir ver os touros. Mas Elsie, logo muda de ideia e vai ver a família de fazendeiros. Chega justo no momento em que estão assistindo televisão, então ela descobrir que os seres humanos matam os animais para comê-los. E muitas vezes para fazer obejtos como luvas, coisas de couro e muitos outros.

O que mais me tocou na Elsie, é sua ingenuidade por querer ir para a Índia pois lá ela não vai ser assassinada para ser servida nos pratos. Então ela decidi, fazer essa viagem de Nova York até a Índia, só que enquanto ela planeja se juntam à ela Shalom, um porco que quer ir à Israel, pois lá eles não comem carne de porco por serem judeus; e Tom, um peru que quer ir a Turquia, pois la é considerado Deus.

O livro é pequenino, tem 202 páginas divididas em 48 capítulos pequenos. A leitura é bastante fluida, ou seja, bem fácil de ler. O livro é cheio de figuras o que deixou tudo com um gostinho de infância lindo. Segundo a Saraiva, o livro é proibido para menores de 14 anos (e, eu não vejo o porquê disso), mas eu indico esse livro à todos, tanto jovens, crianças, adultos e idosos. Vale muito a pena 😀

IMG_20160716_161658

Bom, terminei o livro hoje e, estou redondamente apaixonada pelo David, por ter tido uma ideia tão linda para um livro. Esse livro com certeza me ensinou muito e, me emocionou bastante *-* Está na minha listinha dos melhores livros que li ❤

Enfim, gente é isso. Espero de coração que tenham gostado do livro e que se interesse por lê-lo 🙂 Porquê eu dedico cinco estrelas para esse magnífico livro ❤

Mil beijinhos ❤

 

3 comentários sobre ““Holy Cow: Uma fábula animal”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s